NOTA - EMASA

"A Emasa vem a público informar que na madrugada desta quinta feira, 28/04, a adutora de 550mm da captação Estação de Castelo Novo, para ETA, Itabuna, se rompeu na zona rural, na fazenda conhecida por Manoel Chinês. Por este motivo está havendo interrupção no abastecimento em toda a cidade de Itabuna, segundo a equipe técnica da Emasa que está trabalhando no local, as perspectivas da conclusão do serviço são para esta tarde, a noite o sistema de bombeamento será reiniciado. Pedimos desculpas pelos transtornos, e contamos com a compreensão de todos."

MUTIRÃO DE SAÚDE E CIDADANIA NO JARDIM AMÉRICA I NESTE SÁBADO

Moradores do conjunto habitacional Jardim América I, nas proximidades do bairro Nova Califórnia, terão serviços que serão oferecidos pela Prefeitura de Itabuna, por meio das secretarias municipais de Saúde e da Assistência Social no Mutirão de Saúde e Cidadania. No sábado, dia 30, a partir das 9 horas da manhã, juntamente Instituto de Desenvolvimento Cientifico Tecnológico e ambiental (IDETEC), vencedor de concorrência pública no âmbito dos projetos sociais do programa Minha Casa, Minha Vida do Governo federal. Até às 14 horas, a equipe da Saúde da Família do bairro Nova Califórnia levará alguns serviços para população como aferição de pressão arterial, palestras e orientações pela equipe de Educação em Saúde e do Centro e Referência, Assistência e Tratamento (CERPAT). A Secretaria da Assistência Social (SAS) vai executar algumas ações do Programa Bolsa Família e do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM).


Já o IDETEC prestará assessoria jurídica e serviços odontológicos e de cabelereiros e manicures para a população. "A meta é atender o maior número de moradores possíveis. Para melhor organização o mutirão o instituto vai distribuir fichas para facilitar o atendimento", esclarece a assistente social da SAS, Carol Suzart.

FUNCIONÁRIA DA EMASA FOI SUSPENSAS DE SUAS ATIVIDADES POR DENUNCIAR FALCATRUAS

Depois das graves denuncias que a funcionária Fernanda fez diante do Prefeito e dos diretores da Emasa, ela foi suspensa de suas atividades. Nesse governo é assim as pessoas tem que ficarem omissas as falcatruas existentes dentro dos setores de trabalho.

ALDENES MEIRA DESTACA A PERFURAÇÃO DE POÇOS ARTESIANOS NAS ZONAS URBANA E RURAL DE ITABUNA

Após o encaminhamento de um Pedido de Providências ao Poder Executivo do vereador Aldenes Meira (PCdoB), 13 poços artesianos serão perfurados nos bairros de Itabuna. Os recursos serão oriundos da Defesa Civil do Estado da Bahia e os estudos geológicos necessários, além da perfuração, serão de responsabilidade da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb).

O parlamentar divulgou a informação durante a Sessão Ordinária dessa quarta-feira, 27. “Estive com o prefeito Claudevane Leite cobrando com relação ao Pedido de Providências e ele nos afirmou que disponibilizou dos recursos da Defesa Civil e fez o contrato com a Cerb para a perfuração dos poços artesianos no município. Esperamos que já nesta semana sejam realizados os estudos geológicos necessários para iniciar a perfuração”, certificou Aldenes.

O vereador, por meio dos Movimentos Sociais, também solicitou a perfuração de poços diretamente à Cerb para a zona rural de Itabuna. Após essa solicitação, três poços já foram implantados e ainda restam quatro para serem perfurados.  O objetivo do parlamentar é amenizar o sofrimento ocasionado à população do município em virtude do longo período de estiagem. Outras informações no site: www.aldenesmeira.com.br Ascom - Aldenes Meira (PCdoB)

DAVIDSON MAGALHÃES DEFENDE INTERNET ILIMITADA E PROPÕE DEBATE NO CONGRESSO

O deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB-Ba) já conseguiu o apoio de todas as lideranças do Congresso Nacional para convocar uma Comissão Geral e debater o serviço de banda larga fixa no Brasil com a Anatel e setores de defesa do consumidor. O pedido será encaminhado à mesa da Câmara: “É preciso que nos mobilizemos para discutir e adotar medidas legais com urgência e evitar que as operadoras limitem o serviço e a liberdade de acesso à informação, como estão ameaçando”.

Ocorre que as operadoras do serviço de internet de banda larga fixa querem restringir a velocidade, suspender serviços ou cobrar excedente, caso seja ultrapassado os limites da franquia de uso deste serviço aos consumidores. Esta intenção foi anunciada no início deste mês, e sofreu fortes reações por parte de usuários, especialistas e autoridades.                
Para o deputado, “esta iniciativa é um desrespeito ao consumidor brasileiro, os contratos não podem ser objeto de alterações que venham de uma só parte, no caso, as operadoras. Não se pode mudar a regra do jogo no meio do campeonato”. Em seu discurso na Câmara afirmou que “a internet no Brasil é uma das mais lentas e caras do mundo e impor limites implica em cercear o acesso à informação e vai na contramão ao que está sendo feito no Brasil, na tentativa de universalização do acesso à internet. A internet significa acesso à informação, vital para o dia a dia das pessoas”.                                                          

Davidson Magalhães propõe debate com a Anatel e as entidades de defesa do consumidor, “para que possamos criar uma legislação que proíba que isso aconteça”. Considera que a estrutura de banda larga fixa brasileira “não suporta a demanda dos usuários devido à falta de investimentos de suporte das operadoras e o consumidor não pode ser o único e maior prejudicado”.                                                                                    

Diz ainda que a Anatel se manifestou a favor das operadoras na semana passada, voltou atrás, e proibiu as mudanças por 90 dias: “Isto não é suficiente para frear a ânsia das operadoras por mais lucro e prejudica sobretudo as camadas mais vulneráveis, as pessoas de regiões mais carentes, os estudantes, que usam a rede para o ensino à distância – ou para a educação em geral – e os pequenos empresários e trabalhadores”. (Vander Prata - Assessor de Imprensa)

O PACTO QUE FALHOU POR ITABUNA

Expressar uma opinião sobre determinado tema, ou sobre uma situação que incomoda, e que absolutamente não concordamos, é muito difícil, e até mesmo perigoso, quando estamos em período próximo às eleições municipais. Isso porque naturalmente surgem logo os especuladores de plantão para dizer que estamos em função de algum projeto de grupos políticos. Mas mesmo assim, algumas coisas devem ser ditas, independente de período eleitoral ou não.

As feiras e as praças de Itabuna é uma verdadeira favela a céu aberto. É tamanha a confusão e a sujeira, que parece que estamos numa Babilônia, com alguns ingredientes a mais na história. Quem ali trabalha e quem por ali passa, e além disso, quem consome os produtos em venda no local, não merece tanto desprezo e tanta desorganização.

Politicamente não temos nada contra ninguém, até porque não somos candidato a nada nas próximas eleições para que alguém possa nos acusar de nada. Do mesmo modo, somos plenos defensores da geração de emprego e renda, do mundo do trabalho, como várias pessoas estão fazendo naqueles espaços aqui citados, criando seu sustento e de suas próprias famílias.

O que não concordamos é com a literalmente falta de organização, porque cartão-postal da cidade não são apenas a Cinquentenário que diga se de passagem é outro lixo, ou os viadutos na entrada da cidade. O comércio de Itabuna é um grande cartão-postal para toda região, e todo mundo sabe muito bem disso. Então alguém deve pensar numa solução viável para pelo menos padronizar e organizar a Avenida do Cinquentenário, porque convenhamos daquele jeito que estão as feiras e a Avenida, nem feirantes e comerciantes locais concordam.

Outras cidades parecidas com a nossa Itabuna já tomaram a postura política e técnica, e resolveram o problema parecido. Muitas recorreram às agências de cooperação, apresentaram bons projetos viáveis e tiveram aprovação, tanto das mesmas como dos parlamentos locais, que compreenderam a importância de organizar o comércio e as feiras livres, e do mesmo modo, não deixar nenhum barraqueiro informal sem o seu sustento.

Esperamos todos os cidadãos itabunense que os candidatos ao Executivo Municipal nos debates possam apresentar a solução durante o período eleitoral que convença, e de fato possa ser feito nos próximos quatro anos para resolver esse problema de nossa cidade. Porque entendemos que aqueles da Avenida Cinquentenário e das feiras podem ser resolvido, sem que necessariamente nenhum barraqueiro ou feirante seja enxotado, e fique ao Deus dará..., sem emprego e sem renda suficiente para sobreviver economicamente.

Cabeça foi feita pra pensar, principalmente numa metrópole como a nossa, que é cercada universidades. Não precisamos de favelas urbanas, e principalmente em nosso importante comércio, precisamos de solução. E técnica não nos falta! E pelo visto falhou o Pacto.... 

DAVIDSON COMEÇA A CONSTRUIR PLANO DE GOVERNO OUVINDO MORADORES DE FERRADAS

O deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB-Ba), pré-candidato a prefeito de Itabuna, começa nesta sexta-feira, dia 29, às 18 horas, no bairro de Ferradas, a primeira de uma série de visitas que fará pelos bairros da cidade. Davidson quer ouvir e anotar sugestões dos moradores para a formulação do seu programa de governo com participação popular “para construirmos juntos uma Itabuna melhor”, conforme afirma.

O deputado diz que “para recolocar Itabuna em um novo tempo de retomada do desenvolvimento é preciso caminhar junto com a população, saber de perto os seus problemas e anotar suas sugestões. É dessa forma que nasce um programa de governo que vai melhorar a vida das pessoas”.

O bairro de Ferradas foi escolhido como o primeiro a ser visitado por motivos históricos. Foi em Ferradas que começou a própria história de Itabuna. A localidade surgiu em 19 de outubro de 1817 com o nome de Freguesia de D. Pedro Alcântara. A vila foi criada em 19 de agosto de 1874. Foi também a partir de Ferradas que se abriu estrada em busca da zona sertaneja de Vitória da Conquist

Cerca de 15 mil pessoas vivem na região de Ferradas, Nova Ferradas e entorno. Na sede, moram 5 mil pessoas. Ficou mais conhecido recentemente por ser o local em que se criou o escritor Jorge Amado. Ele nasceu numa fazenda próxima, mas morou na rua Frei Ludovico, casa número 213, onde hoje é o Museu de Jorge Amado. É em Ferradas que fica instalada a UFSB.

Pré-candidato a prefeito da cidade, Davidson é o deputado que mais trouxe verbas para a cidade – são mais de R$ 66 milhões entre emendas do mandato e liberação junto aos ministérios, até dezembro de 2015. Neste ano, já destinou emenda de R$ 750 mil para reformas do Hospital de Base. Conseguiu junto ao Ministério da Saúde R$ 1,2 milhão para que o QG de Combate à Dengue continue funcionando e atendendo à população da região. E conseguiu ainda trazer verbas do governo federal para a retomada das obras do PAC,  saneamento e urbanização nos bairros da Rua da Palha, Jorge Amado, Lomanto, Santa Catarina, Sinval Palmeira, Nova Itabuna e Campo Formoso. (Vander Prata - Assessor de Imprensa)

NOTA

Candidatos que nunca visitaram a periferia, voltam para enganar o povo e se manterem mamando nas tetas da Câmara Municipal e da Prefeitura de Itabuna. A porteira está aberta amigo de Itabuna...Vai ser tanto Santo que vai ficar muita gente Santificado.  Infelizmente eu não vejo até o presente momento nenhum candidato com perfil para governar o ingovernável! Todos estão de olho é no dinheiro da arrecadação que não é pouco! Estes candidatos estão preocupados com o bolso deles e o povo que se lixe! Eu vou procurar saber lá no cartório eleitoral se eu posso colocar um carro de som pelas ruas da cidade para alertar o povo para não votarem em candidatos mentirosos principalmente em alguns desta câmara de gato de Itabuna, que não faz absolutamente nada pelo povo e ainda pensam em se reelegerem! A cidade é um lixo só! Farta tudo é uma verdadeira fartura! Que eu saiba uns poucos prestam! Eu só vejo um bocado de puxa-saco com medo de perder a mamada da vaca leiteira da prefeitura! Principalmente quem estar lá fingindo que trabalha e não faz nada!

DEPUTADO PRESSIONA GOVERNO PARA PAGAMENTO DOS TERCEIRIZADOS

A informação de que o Governo já tem efetuado cortes lineares aos terceirizados da Secretaria de Educação do Estado no município de Itabuna deixou o deputado estadual Augusto Castro (PSDB) estarrecido. Sem o menor comprometimento com a causa desses trabalhadores o Governo já tem emitido aos prestadores de serviço o aviso prévio, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp). O Sindicato informa ainda que existem em média 8.000 funcionários previstos para serem demitidos.

“Desde 2015 os terceirizados se movimentam e paralisam suas atividades por conta de salários atrasados. Agora estão sem amparo para o sustento de suas famílias e ainda tem que receber a notícia de que podem ser demitidos. É uma falta de respeito o tratamento que o Estado tem dado a essa situação. Estamos falando de 8.000 famílias! Eles precisam de uma resposta do Governo quanto a sua situação”, contesta o parlamentar.

A medida faz parte do corte de gastos já anunciado pelo Governo da Bahia ao final de 2015. O decreto foi formalizado no Diário Oficial de fevereiro deste ano.

“Essa atitude atropelada e sem cautela só comprova a má gestão desse governo. Mais uma vez a população é a maior prejudicada”, declarou Castro. “Nesse universo estão merendeiras, porteiros, seguranças, que são funcionários indispensáveis ao bom funcionamento de uma escola pública. O Governo precisa encontrar uma solução em favor do bom andamento de nossa Educação, que com essa administração já anda cambaleante”, lembrou o deputado.

Em Itabuna os funcionários já impedem as atividades do Núcleo Regional de Educação (NRE5) há 20 dias. Para amanhã, está programada uma mobilização na Secretaria de Educação localizada no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.

MAIS UM ROUBO NO GOVERNO VANE

Aqui eles levaram a população pra história mais uma vez, dizendo que seria uma estação de tratamento de esgoto, hoje não passa de um lugar abandonado onde o dinheiro foi desviado, roubado, surrupiado de uma maneira tão descarada. Não me perguntem quem é o culpado, porque o maior culpado é quem tem a caneta na mão e finge não enxergar embaixo de seu nariz, uma quadrilha organizada dentro de seu DEZGOVERNO. Esse elefante branco fica no final da Nova Califórnia em um local bem escondido. E foi feito pela construtora construmil, que não tem culpa nenhuma, e ninguém sabe se a mesma chegou a receber o pagamento.