NOTA DE REPÚDIO

A classe de Advogados, tem se notabilizado como uma das melhores da Bahia. O itabunense é bem representado pelos seus Bacharéis e também pela direção tanto anterior como atual da OAB de Itabuna. São muitos Advogados sérios e compromissados com a sociedade tanto de classe baixa, como média alta. E existem nomes respeitáveis e reconhecidos, que se eu for citar aqui levarei o dia todo. Tem muitos Advogados que dignificam a profissão e honram o juramento feito quando é registrado. Entretanto, há também o chamado “espírito de porco”, ou simplesmente “o advogadozinho sem expressão” que emporcalha a classe. Ninguém em Itabuna, é mais lacaio, subserviente, mequetrefe, cachorro vira-lata, relento, fedorento... que Jorge André Cerqueira Latrilha (Jorge Latrilha)! Esta minha afirmação, decorre dele fazer uso da profissão sob a tutela de bagatelas (nunca superior ao valor de um pinico de plástico e nem tão menos fétido, que o seu conteúdo). 

Como não engulo calado as investidas de um Advogado de quinta categoria, quero aqui denunciar a existência de uma exceção desprezível na pessoa de um mercantilista vigarista, safado, medíocre, fedorento... Ontem antes do início da conversão do PCdoB no estacionamento do Centro de Cultura Adonias Filho, esse verme se dirigiu a uma pessoa ali presente convidada do vice Prefeito Wenceslau Jr, e disse que a pessoa não seria bem-vinda e que ele tiraria dali na porrada, aí começou o bate-boca e a turma do deixa disso acalmou os ânimos de ambos. A conversa chegou até Wenceslau que imediatamente procurou o projeto de Advogado e o enquadrou na frente de todo mundo com as seguintes palavras: “ele é meu convidado é e sempre será bem-vindo, se coloque no seu lugar”. O relento procurou uma privada para enfiar a cara de tanta vergonha que passou na frente das pessoas mais próximas. Quer dizer então se a pessoa é de outro partido não pode ir ouvir as propostas de governo do outro candidato? E o direito de ir de vim fica aonde? Acho bom a cúpula do prefeiturável que não teve nada a ver com episódio, reunir seu pessoal e dizer pra eles que o momento é de unir e não afastar as pessoas. 

Nenhum comentário: