A ELEIÇÃO EM ITABUNA PODERÁ SER DECIDIDA NA JUSTIÇA

A corrida eleitoral em Itabuna, chega à reta final com características interessantes e peculiares. A cidade é o quinto maior colégio eleitoral do estado, com 150.221 eleitores, e nunca reelegeu nenhum candidato, isso por si coloca o município como “ponto fora da curva”, mas existe outro fato interessante na atual conjuntura.

Nas pesquisas feitas em bastidores para consumo interno feitas pelos diversos grupos políticos da cidade, são nove candidatos à prefeitura, o desenho que se tem é que Fernando Gomes (DEM) lidera a disputa. Em segundo, aparece Capitão Azevedo (PTB).

FG teve o registro de candidatura indeferido com recurso, mas tenta reverter e continua na disputa. A decisão está baseada na Lei da Ficha Limpa. Fernando teve as quatro contas rejeitadas pelo (TCU) entre os anos de 2005 e 2008 quando foi prefeito. 

Capitão Azevedo também teve as quatro contas rejeitadas pelo TCM, entre os anos de 2009 e 2013, no entanto, conseguiu o deferimento da candidatura. Interessante que ambos são apontados como favoritos e podem vencer nas urnas.

Em um cenário não distante da realidade, o que pode acontecer em Itabuna é Fernando Gomes conseguir ganhar a eleição e ser cassado ou os votos não serem computados. Portanto, o que torna a eleição de Itabuna intrigante é que poderá haver uma nova eleição caso a Justiça mantenha o INDEFERIMENTO da candidatura de FG. Estes são cenários admitidos por quem acompanha a política local.

Candidaturas — Os três postulantes que estão na ponta de cima da tabela fazem parte do grupo de oposição ao governo estadual FG - AZ - AC. Abaixo deles aparece Antônio Mangabeira que segundo informações de bastidores vem numa crescente nessa reta final. Há rumores que uma surpresa poderá acontecer até amanhã (1) a noite. O que será? Será que algum candidato de ponta vai jogar a tolha e apoiar Azevedo?

Nenhum comentário: